terça-feira, 12 de março de 2013

O Dicionário histórico-biográfico da Primeira República tem a finalidade de oferecer aos estudiosos, e a todos os interessados em conhecer a história política do Brasil, dados, informações e análises sobre o período que vai da Proclamação da República, em 1889, até a Revolução de 1930. Recuando no passado, a obra dá continuidade ao trabalho iniciado com o primeiro dicionário histórico produzido pelo Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil da Fundação Getulio Vargas (CPDOC-FGV), coordenado por Israel Beloch e por mim: o Dicionário histórico-biográfico brasileiro 1930-1983, obra pioneira publicada em 1984, reeditada em 2001 sob o título Dicionário histórico-biográfico brasileiro pós-1930, e relançada em 2010 em versão on line. Desde sua primeira versão o DHBB tornou-se um instrumento de trabalho indispensável para todos os pesquisadores e estudiosos da história recente do país, comprovando-se assim a importância desse tipo de obra. Com este novo dicionário, pretendemos completar o arco de informações necessárias ao estudo da história de todo o período republicano.





http://cpdoc.fgv.br/museudofutebol
Cientistas Sociais de Países de Língua Portuguesa: Histórias de Vida
Estão aqui reunidos os resultados do projeto Cientistas Sociais de Países de Língua Portuguesa: Histórias de Vida, iniciado em 2007, que tem como objetivo a constituição de um acervo de entrevistas de historia audiovisual com cientistas sociais da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) e sua disponibilização pela internet. Trata-se de projeto em desenvolvimento, que será acrescido de novas entrevistas, à medida que elas forem sendo realizadas e processadas. As entrevistas, incluindo as pesquisas que as precederam ou contato que as sucederam, levaram ao encontro ou à doação de informações ou documentos pessoais ou institucionais, também aqui disponibilizados.

http://cpdoc.fgv.br/cientistassociais

Dossiê Justiça Militar

Está aqui reunido um conjunto de 12 entrevistas (totalizando 14h41min de duração) realizadas entre 2005 e 2006 durante a realização de uma pesquisa sobre os 200 anos de Justiça Militar no Brasil, sob a coordenação de Maria Celina D’Araujo e Celso Castro. Dentre os depoentes, encontram-se 10 ministros do STM, além de 2 advogados que relacionaram-se, de modos distintos, com a Justiça Militar.

Site: http://cpdoc.fgv.br/justicamilitar