quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Instituto do Ceará


O Instituto do Ceará - histórico, geográfico e antropológico (fundado em 1887 em Fortaleza) possuí um site com parte do seu acervo digitalizado, nele encontramos as Revistas do Instituto, o acervo do Barão de Studart entre outros documentos e fontes.

http://www.institutodoceara.org.br/aspx/index.php?option=com_content&view=frontpage&Itemid=1

Diccionario Bio-bibliographico Cearense - Barão de Studart


Os historiadores cearenses utilizam de forma recorrente as fontes relacionadas ao Barão de Studart, principalmente o seu Dicionário Biográfico que contém os nomes e resumos da vida de diversas personalidades do século XIX no Ceará, o que poucos sabem é que já existe um site que possui as algumas informações dos 3 volumes em formato de pesquisa por nomes ou verbetes, no site:
http://www.ceara.pro.br/cearenses/Cearensesindex.asp?offset=1490

Ainda no mesmo site encontramos os seguintes links:

Fortaleza Antiga - É um trabalho desenvolvido pelo Arquivista Nirez (Miguel Ângelo de Azevedo) que permitiu a divulgação de fatos e comentários seus publicados na obra - Fortaleza Ontem e Hoje.

Fatos Históricos - É um trabalho de coletânea de dados históricos oriundo de várias obras, tendo como principais fontes: Cronologia Ilustrada de FORTALEZA Roteiro para um turismo histórico e cultural , Autor: Nirez, e artigos da Revistas do Instituto do Ceará - que contempla um total de mais de 20.000 fatos da História do Ceará (sempre crescente), onde há a possibildiade de se pesquisar por data ou por verbete um determinado fato da história.

Cearenses Ilustres - É uma coletânea de várias obras que contemplam biografias de cearenses, permitindo o acesso por Nome (de família ou de Guerra), bem como sobrenomes de famílias. Há catalogadas, cerca de 2.500 biografias de cearenses.

Instituto do Ceará - É o site OFICIAL do Instituto Histórico, Geográfico e Antropológico, instituição secular cearense, guardião da História e dos Homens de História. Neste menu você encontrará centenas de livros e artigos publicados pelos seus sócios fundadores e membros atuais, num total de 3200 artigos, 60.000 páginas de história.


http://www.ceara.pro.br/gerais/sobreosite.html

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Portal de períodicos da CAPES

O portal periodicos CAPES oferece acesso aos textos completos de artigos selecionados de mais de 15.475 revistas internacionais, nacionais e estrangeiras, e 126 bases de dados com resumos de documentos em todas as áreas do conhecimento. Inclui também uma seleção de importantes fontes de informação acadêmica com acesso gratuito na Internet.O uso do Portal é livre e gratuito para os usuários das instituições participantes. O acesso é realizado a partir de qualquer terminal ligado à Internet localizado nas instituições ou por elas autorizado.

Site: http://www.periodicos.capes.gov.br/portugues/index.jsp

domingo, 19 de setembro de 2010

Literatura e História


O Real Gabinete português de leitura inaugurado pela Princesa Isabe em 1887, disponibiliza obras raríssimas, datadas em sua maioria do século 19, devidamente digitalizadas. Curiosos e amantes de literatura e da língua portuguesa se deliciam com os manuscritos do romancista Camilo Castelo Branco de seu livro mais conhecido, Amor de Perdição (1862) e do Dicionário da Língua Tupy, de Gonçalves Dias (1858). Uma boa amostragem da correspondência pessoal de Castelo Branco também foi para a rede. Estudiosos de áreas diversas têm acesso fácil a documentos mandados da colônia a D. João VI em 1817, cartas régias assinadas pelo Marquês de Pombal, do século anterior, textos de autoria de Padre Antonio Vieira (não se sabe se grafado por ele ou por copistas), diplomas, ofícios, decretos, aquarelas, desenhos a bico de pena, além de atas de reuniões do Real Gabinete. As homenagens, no Brasil, por ocasião do tricentenário da morte de Camões, em 1880, foram assunto de uma série de cartas. São mais de 1,5 mil itens já contemplados. Com um zoom, mais do que observar a grafia e o léxico de tempos idos, é possível chegar aos detalhes de todos esses papéis, ver as ranhuras, as marcas do tempo. Foi para tentar diminuir esse impacto do passar dos anos que o projeto foi criado.

Site para pesquisa:
http://www.realgabinete.com.br/portalweb/Home/tabid/39/language/pt-PT/Default.aspx

fonte: http://wp.clicrbs.com.br/segundocaderno/2010/08/23/literatura-e-historia-online/

sábado, 11 de setembro de 2010

Acervo digitalizado do Museu Imperial


O projeto DAMI chega para concretizar o sonho de ver o riquíssimo acervo do Museu Imperial ao alcance de todos. Por meio deste banco de dados você poderá conhecer as nossas coleções em seus mínimos detalhes, tendo acesso ao conteúdo e às imagens correspondentes a cada item. Segundo a Equipe do Museu Imperial, a digitalização dos acervos de cunho patrimonial constitui "um imperativo às instituições que, reconhecendo a importância do meio virtual na sociedade contemporânea, anseiam por utilizar esta tecnologia como um meio de disseminação e conseqüente democratização do acesso à informação e ao conhecimento." E acrescentam: "a adoção destas novas tecnologias possibilita a implementação de uma eficaz política de preservação e proteção do acervo histórico e artístico, principalmente daqueles itens que se encontram mais frágeis e sujeitos à deterioração, devido ao seu constante manuseio.

http://www.museuimperial.gov.br/portal/projeto-dami

Inquisição para download




"Site da Biblioteca Nacional de Portugal oferece amplo acesso a documentos. Entre eles, sentenças da Inquisição. A Biblioteca Nacional de Portugal (BNP) é a maior biblioteca portuguesa e uma instituição de referência no panorama cultural, garantindo a recolha do patrimônio bibliográfico nacional, o seu processamento e preservação, disponibilizando-o à comunidade intelectual e científica e, através das novas tecnologias, assegurando a pesquisa bibliográfica em linha, a partir de qualquer parte do mundo. Dirigida atualmente por Jorge Couto, a BNP segue uma política muito parecida de outras grandes bibliotecas ocidentais: a articulação entre inovação tecnológica e a valorização do patrimônio. Em outras palavras, os atuais bibliotecários entendem que o lugar da biblioteca não é apenas o lugar da preservação, mas o lugar, principalmente, da divulgação, da partilha. Por isso, tais instituições investem cada vez mais em projetos de digitalização.Para quem procura por fontes históricas, o site da BNP também oferece uma bela viagem ao passado. É possível ler, na íntegra, jornais do século XIX, fazer download de séries inteiras em alta definição, além de acessar edições originais, manuscritos, cadernos de notas de antigos escritores e também visualizar objetos pertencentes a diversos intelectuais portugueses. No entanto, dentre todos os conteúdos desmobilizados ao público, é preciso dar destaque aos documentos referentes a Inquisição portuguesa. A BNP oferece coleções de listas impressas e manuscritas dos autos de fé públicos e particulares da Inquisição de Lisboa, além da coleção das mais célebres sentenças, cobrindo boa parte do século XVI e XVII.Tudo, claro, pode ser baixado gratuitamente pelo internauta. Imperdível para professores, pesquisadores ou simples apaixonados pela história." Confira no site abaixo:

http://www.bnportugal.pt/

Fonte: Café História

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Centro de documentação D. João VI

O Centro de Documentação D. João VI possui um acervo diversificado de períodicos, revistas, gravuras, fotos, cartografias, entre outas fontes. Essa Fundação é de Nova Friburgo, e fazia parte do projeto Pró-Memória, um importante acervo da cidade.

http://www.djoaovi.com.br/index.php?cmd=home

70 anos de cinema


O site 70 anos de cinema disponibiliza a história, a ficha técnica, os vídeos, as críticas e imagens sobre os filmes que marcaram a história da sétima arte. Boa diversão!

http://www.65anosdecinema.pro.br/paginaPrincipal.jsf?ixpg=1

Arquivo digitalizado do CPDOC


O Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC) da Fundação Getulio Vargas oferece aos usuários de sua página na internet fragmentos da História recente do país e da construção de Brasília. Imagens, textos e uma variada gama de documentos possibilitam acompanhar a saga da construção da cidade modernista, nascida para ser não apenas a nova capital, mas o ícone maior do Brasil como “país do futuro”. Navegue pelo dossiê; veja a riqueza das fontes que o CPDOC traz em seu acervo; passeie pelas fotos, ouça os depoimentos e assista às entrevistas especialmente realizadas para essa comemoração; contraste os planos políticos ao sonho urbanístico dos arquitetos e à realidade cotidiana dos operários, e forme sua opinião. Uma ateção especial ao Arquivo Gustavo Capanema: documentos sobre o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), destacando-se recenseamento e estatísticas sobre a situação do ensino no Brasil e estudo para transferência da Capital da República (1942). Rio de Janeiro. De 08 jan. 1940 a 24 out. 1945. (FGV/CPDOC, Arq. GC g 1940.01.08).

http://cpdoc.fgv.br/brasilia

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Projeto Brasil Memória das Artes - FUNARTE


Desde o início dos anos 2000, a Funarte (Fundação Nacional de Artes) vem adaptando seu acervo para se tornar acessível a um número cada vez maior de brasileiros. Desta forma, a instituição tem organizado itens variados que compõem sua vasta coleção –fotos, arquivos sonoros, textos, documentos – para serem digitalizados e disponibilizados ao público, na internet.

http://www.funarte.gov.br/brasilmemoriadasartes/

História da imigração - Arquivo Público de SP disponibiliza um vasto acervo digitalizado sobre os imigrantes


Este site visa contribuir com a ampliação dos saberes sobre a imigração em São Paulo tanto para os estudiosos do tema como para o cidadão em geral, divulgando ainda a riqueza documental do Arquivo Público do Estado de São Paulo no que se refere a esse tema. Nele podem ser encontrados uma série de documentos relativos à questão imigratória em São Paulo, como passaportes de imigrantes ou listas de bordo, dando destaque à documentação oficial da Inspetoria de Terras, Colonização e Imigração da Secretaria da Agricultura, Comércio e Obras Públicas. Esta fonte de inúmeras informações sobre a vida dos imigrantes em São Paulo pode ser acessada integralmente em versão digital a partir da referência de um nome ou localidade de destino. Complementar à documentação manuscrita da Inspetoria de Terras são os relatórios da Secretaria da Agricultura, reproduzidos em formato digital. Também podem ser visualizados na íntegra exemplares de jornais produzidos por imigrantes de diversas etnias e imagens fotográficas e cartográficas que compõem a temática em foco. Estudos sobre o tema podem ser verificados nos textos publicados pelo Arquivo em suporte impresso ou digital como também em sua exposição virtual sobre a Imigração em São Paulo.

http://www.arquivoestado.sp.gov.br/imigracao/index.php

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Revistas do IHGB digitalizadas


Circulando regularmente desde 1839, a Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro é uma das mais longevas publicações especializadas do mundo ocidental. Destina-se a divulgar a produção do corpo social do Instituto, bem como contribuições de historiadores, geógrafos, antropólogos, sociólogos, arquitetos, etnólogos, arqueólogos, museólogos e documentalistas de um modo geral. Possui periodicidade trimensal, sendo o último número de cada ano reservado ao registro da vida acadêmica do IHGB e demais atividades institucionais. A coleção completa da Revista encontra-se disponível para consulta on line, no endereço:

http://www.ihgb.org.br/publi1.php